Ter as informações certas na hora de contratar um funcionário é essencial nos dias de hoje, afinal uma nova pessoa integrando seu time é acima de tudo um investimento que demanda tempo e dinheiro.

Escolher a pessoa certa é garantir uma contribuição valorosa para o crescimento de sua empresa. 

Portanto, o processo de contratação precisa ser bem planejado e a seletiva seja afunilada de forma a efetivamente encontrar a pessoa certa para integrar seu time.

Investir em um novo colaborador demanda gastos que precisam ser bem aplicados.

Afinal, você não gostaria de dispensar um novo funcionário mal colocado em curto prazo, certo? 

Independente se você está contratando pela primeira vez ou não, o assunto sempre gera dúvidas, portanto, vamos repassar os principais pontos referentes ao processo de contratação de um funcionário.

Confira! 

Recrutamento e seleção estratégicos 

Hoje em dia podemos ver a tecnologia se tornando cada vez mais acessível, e rompendo com algumas décadas atrás, mudando o foco do consumidor, passa a perceber a experiência com uma empresa ou serviço muito mais importante que o produto final em si.

É a experiência satisfatória que seu cliente busca está nas relações entre as pessoas. 

Sendo assim, o departamento de Recursos Humanos e processos de seleção precisam passar ser estratégicos, garantindo uma equipe de pessoas altamente capacitadas, comprometidas e com valores compatíveis aos da organização. 

Como definir seu processo seletivo?

Para a definição do processo de contratação é preciso ter definido os objetivos da vaga e as competências exigidas para o novo colaborar. 

Bem como, é importante conhecer o tipo de vaga que será divulgada e qual o processo seletivo será aplicado – existem diversos modelos de seleção e testes disponíveis. 

Por exemplo: se você está divulgando uma vaga para Trainee, testes de lógica e inglês são os mais comuns para serem aplicados.

Porém, para vagas que exigem concentração, o teste de atenção concentrada pode ser interessante para definir os melhores candidatos para seleção. 

Vale lembrar que quanto mais etapas existirem no processo, menor será a taxa de engajamento dos candidatos, e consequentemente a desistência então será maior na evolução do processo. 

Seja atrativo na hora de divulgar sua vaga

Antes de começar um processo seletivo, o primeiro passo de grande importância é saber divulgar sua vaga. 

Este processo começa muito antes da divulgação em sites ou redes sociais: ela reflete diretamente os valores que sua empresa transmite, e sendo assim, deseja que seus colaboradores transmitam. 

O mercado atual conta com uma disputa de qualificação, e a imagem que sua empresa decide passar é extremamente importante para atrair os candidatos potenciais.  

Sendo assim independente do canal onde você deseja divulgar, o mais importante é construir um anúncio que seja otimizado.

Confira algumas informações importantes para otimização: 

  • O título da vaga;
  • Uma descrição que seja motivador e atraente;
  • Os requisitos obrigatórios e desejáveis; 
  • Um resumo sobre a empresa, e detalhes sobre a vaga, salário, benefícios e valores;

A entrevista de emprego no processo de contratar um funcionário: como fazer com que seja mais eficiente? 

Definido o processo de seleção é realizada a triagem dos melhores candidatos o próximo passo é a entrevista presencial.

nde candidato e recrutadores podem se conhecer e apresentar melhor suas propostas. 

Durante o período de pandemia, tem se tornado cada vez mais comum entrevistas online, o que pode permitir uma economia de tempo de ambas as partes. 

Como dito anteriormente, processos seletivos muito longos podem ser frustrantes e desanimadores para candidatos, portanto, é importante ter objetivos definidos e objetivos. 

É comum ser aplicadas entrevistas estruturadas, semi-estruturadas e desestruturadas, dependendo do perfil da empresa e o que ela busca. 

Dentre os modelos, a entrevista estruturada consiste em um roteiro pré estabelecido de perguntas, que permite traçar os objetivos almejados no candidato, de forma mais precisa e imparcial. 

Ela é planejada desta forma para colher o máximo de informações do candidato que seja estrategicamente pré definidas. 

Entre as perguntas podem aconselha-se levar em consideração ao contratar um funcionário:

  • Valores e culturas da empresa;
  • As competências esperadas do colaborador;
  • Os tipos de perguntas existentes para tirar um roteiro completo – gerais, situacionais, comportamentais ou técnicas

Todas as informações visam eficiência no tempo disposto, tanto por você quanto pelos entrevistados. 

Lembre-se também, que feedbacks para aqueles não selecionados podem ser muito positivos, tanto para o crescimento do candidato, quanto para a imagem da empresa. 

Realizei a contratação. E agora?

Realizado o processo da seleção de um novo colaborador, o departamento de Recursos Humanos, tem um importante trabalho estratégico para a empresa, ao definir qual tipo de contrato é o mais adequado para a empresa. 

Este tipo de conhecimento é essencial para definir os gastos investidos para cada colaborador, dependendo do regime de trabalho escolhido. 

Qual o custo de um funcionário para minha empresa?

Ao contratar um novo funcionário, é preciso estar atento aos direitos que lhe são concedidos. 

A legislação brasileira e os sistemas tributários regulamentam uma série de institutos visando a proteção da classe trabalhadora. 

Sendo assim, desses institutos, salário, dissídio, INSS, FGTS, férias são alguns dos direitos para um novo colaborador contratado. 

Todos esses direitos, juntamente com o salário de um funcionário, representam em uma soma de despesas a serem investidas. Confira: 

Vale-Refeição e Vale-Transporte ao contratar um funcionário 

Para os cálculos, vamos então considerar um trabalhador com salário de R$1.600,00. Sendo assim, considere-se também um valor de passagem de R $4,50. Precisando o funcionário da condução de ida e volta diárias, por 22 dias trabalhados, o valor total de seu VT seria de R $190,00 reais, somados ao seus benefícios. 

O funcionário arca com 6% desse valor, ou seja R$11,40 são descontados de sua folha de pagamento. O resto do valor é responsabilidade da empresa. 

Por outro lado, para o vale refeição, consideramos no exemplo um valor de R$20,00 diários. 

Desta forma, multiplicado por 22 dias o funcionário recebe R$528,00 mensalmente. 

O colaborador deve pagar por 20% deste valor, sendo assim, R$105,00 são descontados da folha de pagamento.

enquanto os R$423 restantes são de responsabilidade do empregador. 

Obs: a empresa também arca com valores de convenções coletivas, como planos de saúde, seguros de vida, entre outros. 

Encargos Sociais

Quando a empresa contrata um novo colaborador, ela deve pagar 37% do valor do salário líquido com os chamados encargos sociais.

Sendo assim, 29% correspondem à contribuição ao INSS e os outros 8% ao FGTS. 

Então com o salário base de R$1600,00, os valores acrescentados aos fatos do empregador são de  R$ 464,00 reais (INSS) e R$ 128,00 (FGTS). 

Também é necessário pensar nos gastos periódicos, que não ocorrem mensalmente, como 13º e férias. 

Para isso, pode se considerar os valores diluídos como gastos mensais, tomando por exemplo o 13º:

R$1600,00 = R$ 123,07 mensais

Em relação aos valores de férias, se considera o adicional de ⅓, ou seja, R$162,55. 

Outros custos a considerar ao contratar um funcionário

Além das obrigações mensais, também é preciso considerar alguns outros possíveis custos, como uniformes, ou casos de licença maternidade ou afastamento médico – que podem correspondem a 1% do salário base. 

É importante ter esses valores em mente para garantir um planejamento financeiro efetivo.

Conclusão:

Considerando R$ 1600,00 de salário base, o valor final a ser investido em um funcionário é de R$1479,62. Somando tudo, o total R$ 3.079,00. 

É importante lembrar que esses valores não são fixos, e podem variar de acordo com diversos fatores: o valor do salário, por exemplo, mesmo que dobre, pode manter os mesmo valores de VT e VR. 

Outros fatores são importantes considerar, como porte da empresa, gastos com treinamento, ou contratação de funcionários, dentre outras variações difíceis de mensurar. 

Sempre considere que os valores podem ser reduzidos caso, por exemplo, a empresa opte pelo Simples Nacional, que pode gerar desconto no valor do INSS. 

ARTIGO [ Simples Nacional 2021 é o ideal para a sua empresa? ]

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!